Deus te capacitou para atravessar rios e mares.

0
34

Introdução: Neste estudo o Espírito Santo de Deus me levou a mostrar a todos os leitores e internautas que para todas as nossas fases de nossa vida, precisamos passar por uma transição, as vezes difícil, dolorida, complicada ou impossível até, cada uma das travessias descritas neste estudo vão mostrar que quando você se coloca no centro da vontade de Deus as coisas acontecem , você deixa de ser um ninguém, pra ser alguém do coração de Deus.

1ª Travessia – Moisés e o povo de Deus atravessam o Mar vermelho. (Gn 14)

O povo de Deus, após quatrocentos anos de escravidão e sofrimento no Egito, começou a ver uma luz no fim do túnel. Era Deus levantando um Moisés para guiar a raça de Abraão de uma vida de escravidão para a liberdade e a terra prometida. Moisés era um homem que gastou quarenta anos pensando que era alguém, quarenta anos aprendendo que não era ninguém e mais quarenta anos descobrindo o que Deus pode fazer com um ninguém.

Após o episódio das sete pragas do Egito, ainda com o coração endurecido Faraó libera o povo para sair e cultuar no deserto, mas quando ele descobre que era tudo um grande engodo e que aquele povo nunca mais voltaria a ser escravo no Egito, Faraó ficou possesso!!! E esta palavra é só para te dizer que Deus hoje, esta revertendo seu choro em riso, sua tristeza em felicidade sua prisão em liberdade, pois está começando a sua caminhada em rumo às promessas que Ele tem para sua vida.

Faraó decide então perseguir com seu forte e equipado exercito, um dos mais mortais da época, o simples e “desprotegido” povo que caminhava errante no deserto. Mas é aí que vamos ver Deus tomando as dores do seu povo e entrando com providencia, pois Ele não desampara aquele que nEle confia.

O povo caminha, o exercito marcha atrás, muitas mães devem ter chorado, sofrido, clamado por socorro, pois agora, sem a segurança de suas casas, no meio de um deserto, sob um sol escaldante de dia e um frio terrível à noite e o que é pior com o exercito do faraó vindo a traz, com seus carros de guerra, cavaleiros, arqueiros e uma verdadeira m multidão de soldados.

Para piorar a situação, em um belo dia o povo se depara com um obstáculo praticamente intransponível no meio do caminho, algo que estava alem de suas forças, alem das possibilidades de vencer. O Mar Vermelho!!! O imponente Mar Vermelho, senhor do deserto, com um comprimento de aproximadamente 1900 km, por uma largura máxima de 300 km e uma profundidade de até 2.500 metros na fossa central, com uma profundidade média de 500 metros e uma superfície de aproximadamente 450.000 km². É o tipo de obstáculo que Deus gosta de vencer, pois o próprio Deus se pergunta “acaso haveria alguma coisa demasiado difícil para mim?” Jeremias, 32.26. Lembre-se disso da próxima vez  que o impossível bater na sua porta!

No parágrafo anterior eu comecei assim: “Pra piorar a situação…”, mas pra piorar mesmo é agora, pois o povo de Deus descobre que está sendo seguido de perto um verdadeiro exercito do Egito, com carros, cavaleiros e muitos soldados, mas quando o povo para diante do mar, divididos entre morrerem afogados pelas águas do Mar Vermelho ou pela espada de Faraó, Deus manda então fazer algo inusitado: “Então disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem. E tu, levanta a tua vara, e estende a tua mão sobre o mar, e fende-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar em seco.” Êxodo 14:15-16.  O mar se abriu e o povo passou por através do mar com terra seca debaixo de seus pés.

Para completar sua obra Deus ainda destruiu os inimigos de seu povo.No livro de Êxodo, capitulo 14 versiculos 13 e 14, Moisés repassa ao povo aquilo que Deus havia lhe falado: “Não temais; estai quietos, e vede o livramento do SENHOR, que hoje vos fará; porque aos egípcios, que hoje vistes, nunca mais os tornareis a ver. O SENHOR pelejará por vós, e vós vos calareis.” Esta palavra quero deixar para você neste dia, olhe pela ultima vez para seu problema, porque hoje deus vai abatê-lo e nunca mais o vereis novamente. Eu digo a você que lê esta mensagem. Deus vai abrir o mar na sua vida! Ele vai abrir um caminho em sua vida! Apenas marche!

O povo atravessa o mar e caminha agora da escravidão do Egito para a liberdade do vasto deserto.

2ª Travessia – Josué conduz Israel na travessia do Jordão (Js3)

Após quarenta anos caminhando errante pelo deserto, chega a hora da promessa ser cumprida e o povo finalmente conquistar a terra prometida. Digo porque esta terra tinha dono e na maioria era uma terra de gigantes, como diz o texto de Números, capitulo 13.27-29“E contaram-lhe, e disseram: Fomos à terra a que nos enviaste; e verdadeiramente mana leite e mel, e este é o seu fruto. O povo, porém, que habita nessa terra é poderoso, e as cidades fortificadas e mui grandes; e também ali vimos os filhos de Anaque. Os amalequitas habitam na terra do sul; e os heteus, e os jebuseus, e os amorreus habitam na montanha; e os cananeus habitam junto do mar, e pela margem do Jordão.”.

Esta mensagem é importante pra você que está frente deste computador lendo este texto, pois tudo que Deus tem pra você, é preciso ser conquistado, tem um preço a ser pago, e não vem de graça como leitinho na mamadeira.

Mais uma vez veremos deus dando um ultimato ao povo: “Diga ao povo que marche! Quando os pés dos sacerdotes tocarem as águas o rio se abrirá e o povo passará em seco.”. Meu amado irmão e irmã, não pare, não desista, não fique esperando, marche, ande, caminhe, encare seu problema agora, pois o Senhor está te dando a vitória na sua atitude.

Aquele povo era formado pelos filhos daqueles que haviam atravessado o mar vermelho e visto a derrota dos Egípcios, eles já tinham ouvido falar de um Deus que abre as águas para seu povo passar, mas mesmo assim ainda estavam cabisbaixos e desanimados diante do Jordão, que nem é tão grande assim, pois tem apenas a profundidade máxima de 5,20 metros e largura máxima de 18,30 metros. Agora eles veriam na pratica como Deus concede vitória para aqueles que o obedecem.  E tem mais meu irmão, marche, siga avante, porque se as águas não se abrirem Deus vai te fazer passar por sobre as águas!!!

O povo atravessa o Rio Jordão e começa a viver um período de conquistas! A conquista da terra prometida!

3ª Travessia – Elias e Elizeu atravessam o Jordão (2Rs 2.8)

Se você acha que esta história de abrir as águas para atravessar rios ou mares acabou, está enganado e precisa ler mais um pouco de bíblia. Mas há algo diferente nesta travessia, algo que implica em tomar uma iniciativa sem ficar clamando a Deus algo que Ele já ensinou como se faz, algo que Ele já determinou que fizéssemos.

travessiaNo episodio em que os profetas Elias e Elizeu caminham juntos rumo ao arrebatamento do primeiro, que seria tomado por carros e cavalos de fogo e levado ao céu em um redemoinho, ao chegarem as margens do Jordão, Elias me dá duas lições que gostaria de compartilhar com você.

Primeira Lição: Elias conhecia a história, conhecia a bíblia, as escrituras, ele sabia com o proceder diante de um rio, um obstáculo no caminho. É preciso marchar, partir pra cima do obstáculo, encará-lo de frente. Se você tem sido surpreendido pelos problemas e obstáculos da vida e ficado sem saber o que fazer, falta um pouco mais de bíblia na sua vida, uma pouco mais de conhecimento de Deus na sua vida! O profeta Oséias, no capítulo 4, na parte A do versículo, diz o seguinte “O meu povo perece por falta de conhecimento…”.

Segunda Lição: Diante do problema, não fique parado, não fique estagnado, não fique inerte, apenas marche!!! As águas vão se abrir, o problema vai fugir, as cadeias vão cair, as muralhas vão ruir e Deus te fará vencer. Seja qual for o seu Jordão no dia de Hoje, não pare!!! Marche!!!

Eles atravessam o Jordão, Elias é arrebatado, Elizeu fica com a capa de Elias e com uma estranha promessa que se estivesse antenado, ligado, atento, então herdaria o ministério de seu mestre.

4ª Travessia – Elizeu atravessa o Jordão de volta (2Rs 2.14)

Elizeu agora retorna com a capa de Elias nos ombros, mas antes de começar a sua jornada como profeta, antes de assumir o lugar do poderoso e temido Elias, antes de se tornar um profeta de verdade, havia um Jordão no meio do Caminho, um Jordão que ele acabara de atravessar na viagem de ida, na companhia do professor e que agora teria que vencê-lo como prova de que aprendera bem a lição. Era a hora de tirar a famosa “provas dos noves”.

Elizeu tem somente uma dúvida, se Deus era com ele, se ele se enquadrava no perfil de um profeta de Deus, se ele estava apto para fazer o que seu antecessor fizera. Pois ele sabia que o poder de Deus é imutável, ele não questiona Deus, ele não duvida de Deus, ele sabe que se Deus for com ele fará o que Elias fez e coisas maiores ainda.

Ele toma a iniciativa, pega a capa de Elias, e fere as águas do Jordão, clamando o nome do Senhor enquanto vê as águas se abrindo adiante dele. Pronto agora ele era um profeta completo, apto para ir para o campo, pronto para cumprir a missão que herdara de Elias.

Em todas as travessias que abordei neste estudo foi necessária uma iniciativa, em todas as travessias da sua vida, em todos os obstáculos, será necessário sempre uma iniciativa da sua parte, o Deus que servimos fica praticamente impossibilitado de fazer algo diante da sua indecisão, não fique parado, toque a água, marche e o mar dos obstáculos se abrirá diante de ti!

Conclusão: Todas as travessias marcam o final de uma fase e o inicio de outra, funcionam como uma espécie de transição. Em todas as ocasiões Deus mostrava que estava no controle e que estava oportunizando uma nova etapa na vida dos envolvidos. Com Moisés o povo passa o mar vermelho para a liberdade do deserto, com Josué o povo entra na terra prometida, com Elias, do outro lado do Jordão estava o arrebatamento e com Elizeu a confirmação do seu ministério e chance de cumprir o que era dever de Elias e ele não cumpriu.

Com você a promessa de Cristo se cumprindo: “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai”. João 14.12

Na Paz do Mestre!

Presbítero Cido Silva

Comente

comentários